Traumatismo penetrante dos vasos subclávios: revisão da literatura a propósito de um caso clínico

  • Sandra F. Carlos Interno da Especialidade de Cirurgia Geral Serviço de Cirurgia Geral, Hospital Garcia de Orta
  • Catarina C. Góis Interno da Especialidade de Cirurgia Geral Serviço de Cirurgia Geral, Hospital Garcia de Orta
  • Gabriela F. Machado Interno da Especialidade de Cirurgia Geral Serviço de Cirurgia Geral, Hospital Garcia de Orta
  • Luis G. Galindo Assistente Hospitalar de Cirurgia Geral Serviço de Cirurgia Geral, Hospital Garcia de Orta
  • Javier S. Mulet Assistente Hospitalar de Cirurgia Geral Serviço de Cirurgia Geral, Hospital Garcia de Orta
  • Nuno Carvalho Assistente Hospitalar de Cirurgia Geral Serviço de Cirurgia Geral, Hospital Garcia de Orta
  • António G. Folgado Assistente Graduado de Cirurgia Geral Serviço de Cirurgia Geral, Hospital Garcia de Orta
  • João Corte-Real Assistente Graduado de Cirurgia Geral Serviço de Cirurgia Geral, Hospital Garcia de Orta

Resumo

O traumatismo penetrante dos vasos subclávios é pouco frequente, mas está associado a uma elevada taxa de morbi/mortalidade. O seu diagnóstico e abordagem constituem um desafio para o cirurgião. São factores que influenciam a sobrevida destes doentes a estabilidade hemodinâmica aquando da admissão, o mecanismo de lesão, o tipo de estruturas lesadas (artéria, veia, nervo ou outros órgãos) e o tempo despendido entre a lesão e a sua reparação. Nesse sentido, a propósito de um caso clínico de traumatismo penetrante da região supra-clavicular direita, os autores fazem uma revisão bibliográfica sobre a abordagem cirúrgica das lesões penetrantes dos vasos subclávios, salientando as indicações e vantagens inerentes à abordagem transclavicular.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.

Referências

1. Demetriades D, Chahwan S et al. Penetrating injuries to the subclavian and axillary vessels. J Am Coll Surg. 1999. 188(3): 290-295

2. Aksoy M, Tunca F et al. Traumatic injuries to the subclavian and axillary arteries: a 13-year review. Surg Today. 2005. 35: 561-565

3. Williams EW, Cawich SO et al. Penetrating neck trauma and the aberrant subclavian artery. West Indian Med J. 2007. 56: 289-293

4. Amato JJ, Vanecko RM et al. Emergency approach to the subclavian and innominate vessels. The Annals of Thoracic Surgery. 1969. 8(6):537-541

5. Schaff HV, Brawley RK. Operative management of penetrating vascular injuries of the thoracic outlet. Surgery. 1977. 82(2):182-191

6. Greenough J. Operations on the innominate artery – Report of a successful ligation. Arch Surg. 1929. 19(6): 1484-1544

7. Cook FW, Haller JA. Penetrating Injuries of the Subclavian Vessels with Associated Venous Complications. Annals of Surgery. 1962. 155(3):370-372

8. Franz WR, Goodwin RB et al. Management of Upper Extremity Arterial Injuries at an Urban Level I Trauma Center. Annals of Vascular Surgery. 2009. 23(1): 8-16

9. Moeng S, Boffard K. Penetrating Neck injuries. Scandinavian Journal of Surgery. 2002. 91: 34–40

10. Du Toit DF, Strauss DC et al. Endovascular Treatment of Penetrating Thoracic Outlet Arterial Injuries. European Journal of Vascular and Endovascular Surgery. 2000.19: 489–495

11. Boffard KD. Manual de cuidados cirúrgicos definitivos em trauma. Edições Almedina,SA. 2010. 129-139.
Publicado
2015-03-31
Como Citar
CARLOS, Sandra F. et al. Traumatismo penetrante dos vasos subclávios: revisão da literatura a propósito de um caso clínico. Revista Portuguesa de Cirurgia, [S.l.], n. 32, p. 35-41, mar. 2015. ISSN 2183-1165. Disponível em: <https://revista.spcir.com/index.php/spcir/article/view/463>. Acesso em: 15 nov. 2019.
Secção
Caso Clínico