Adenomiose da papila de Vater

  • Marta Guimarães Serviço de Cirurgia Geral, Hospital de São Sebastião, Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga, Santa Maria da Feira
  • Pedro Rodrigues Serviço de Cirurgia Geral, Hospital de São Sebastião, Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga, Santa Maria da Feira
  • Gil Gonçalves Serviço de Cirurgia Geral, Hospital de São Sebastião, Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga, Santa Maria da Feira
  • Vera Oliveira Serviço de Cirurgia Geral, Hospital de São Sebastião, Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga, Santa Maria da Feira
  • Mário Nora Serviço de Cirurgia Geral, Hospital de São Sebastião, Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga, Santa Maria da Feira
  • Mariana P. Monteiro Dept of Anatomy, Multidisciplinary Unit for Biomedical Research (UMIB), ICBAS, University of Porto

Resumo

Introdução: Os tumores benignos da papila são pouco frequentes e de entre estes a adenomiose têm uma incidência rara. A importância destas lesões prende-se com o facto de poderem ser causa de icterícia obstrutiva e com a possibilidade de se tratarem de lesões pré-malignas.Caso clínico: Doente do sexo feminino, 75 anos de idade, submetida a duodenopancreatectomia cefálica por nódulo sólido cefalopancreático detectado nos exames de imagem pré-operatórios. Ao exame macroscópico da peça operatória não foi visível ou palpável qualquer nódulo cefalopancreático; verificada acentuada dilatação da via biliar principal e área de protusão da papila de Vater. O exame histológico da peça operatória revelou adenomiose da papila. Conclusão: Com uma incidência muito baixa a adenomiose da papila é uma hipótese diagnóstica raramente colocada; quando o diagnóstico de adenomiose é suspeitado pré-operatoriamente, o tratamento consiste na ressecção local da lesão, evitando a duodenopancreatectomia cefálica.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.

Referências

[1] Satoshi Ikei et al; Adenifibromyomatous Hyperplasia of the Extrahepatic Bile Duct – A Report of Two Cases- Japanese Journal of surgery, Vol19, No. 5 pp. 576-582, 1989

[2] Bergdahl L. Andersson A. Benign tumors of the papilla of Vater. Am Surg Oct; 46(10):563-6, 1980

[3] F. Treitschke e H.G. Beger;Local resection of benign periampullary tumors. Annals of Oncology 10 Suppl.4: S212-S214, 1999

[4] Gábor Elek e tal; Histological Evaluation of Preoperative Biopsies from Ampulla Vateri. Pathology Oncology Research, Vol 9, No 1, 2003

[5] Kentaro Iwaki, e tal; Adenomyomatous Hyperplasia of the Common Bile Duct: Report of a Case. Surg Today, 38:85-89, 2008
Publicado
2014-09-30
Como Citar
GUIMARÃES, Marta et al. Adenomiose da papila de Vater. Revista Portuguesa de Cirurgia, [S.l.], n. 30, p. 45-47, sep. 2014. ISSN 2183-1165. Disponível em: <https://revista.spcir.com/index.php/spcir/article/view/416>. Acesso em: 23 oct. 2020.
Secção
Caso Clínico