GIST e linfoma folicular em associação rara – caso incomum de oclusão intestinal

  • José Pinto Hospital de Braga http://orcid.org/0000-0003-1890-4035
  • Ana Ribeiro Hospital de Braga
  • Teresa Carneiro Hospital de Braga
  • Dina Luis Hospital de Braga
  • António Gomes Hospital de Braga

Resumo

Os GISTs são tumores do estroma considerados esporádicos. Contudo há cada vez mais estudos que descrevem a associação entre estas neoplasias e o aparecimento de outros tumores. A associação de GIST a linfomas é particularmente rara porque a via molecular no seu desenvolvimento não é, em nada, comum. Os autores fazem uma revisão do tema e documentam um caso de associação GIST-linfoma folicular partindo de um relato de caso clínico de um homem, 79 anos, laparotomizado em Março de 2013 por massa intra-abdominal de etiologia incerta, mas que vinha provocando quadros de sub-oclusão, dor e desconforto abdominal em agravamento. A histologia documentou a presença de uma associação na massa tumoral ressecada de um GIST de alto risco a um linfoma folicular. Os GISTs são raros e têm associações esporádicas a outras neoplasias. Esta ligação mal compreendida pode esconder surpresas diagnósticas, que nunca se deve excluir quando abordamos este tipo de tumor. Os pacientes com GIST são, portanto, o exemplo claro que todos os doentes devem ser bem estudados no pré-operatório e seguidos cautelosamente no período pós-operatório.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.

Biografias Autor

José Pinto, Hospital de Braga

Interno de Cirurgia Geral, Hospital de Braga

Ana Ribeiro, Hospital de Braga

Assistente de Cirurgia Geral

Teresa Carneiro, Hospital de Braga

Assistente de Cirurgia Geral

Dina Luis, Hospital de Braga

Assistente Graduada de Cirurgia Geral

António Gomes, Hospital de Braga

Chefe de Serviço de Cirurgia Geral

Referências

1. Hechtman JF, DeMatteo R, Nafa K, et al. Additional Primary Malignancies in Patients with Gastrointestinal Stromal Tumor (GIST): A Clinicopathologic Study of 260 Patients with Molecular Analysis and Review of the Literature. Ann Surg Oncol. 2015; 22(8):2633-9
2. Murphy JD, Ma GL, Baumgartner JM, et al. Increased risk of additional cancers among patients with gastrointestinal stromal tumors: A population-based study. Cancer. 2015;121(17):2960-7
3. Karanikas M, Machairiotis N, Zarogoulidis P, et al. Non-Hodgkin lymphoma and GIST: molecular pathways and clinical expressions. Onco Targets Ther. 2012; 5:433-8
4. Zinner MJ, Ashley SW, Maingot’s abdominal operations – 11th ed, pp 621-622
5. National Comprehensive Cancer Network, Soft Tissue Sarcoma – v2.2106
Publicado
2018-09-09
Como Citar
PINTO, José et al. GIST e linfoma folicular em associação rara – caso incomum de oclusão intestinal. Revista Portuguesa de Cirurgia, [S.l.], n. 44, p. 7 - 12, set. 2018. ISSN 2183-1165. Disponível em: <https://revista.spcir.com/index.php/spcir/article/view/593>. Acesso em: 21 set. 2018.
Secção
Caso Clínico