Peritonite Granulomatosa Causada Por Fibras Vegetais Imitando Carcinomatose Peritoneal – Caso Clínico

  • Bruno André Ribeiro da Silva Interno de Formação Específica de Cirurgia Geral Serviço de Cirurgia Geral Hospital Pedro Hispano
  • Artur Silva Assistente Hospitalar de Anatomia Patológica Hospital Pedro Hispano
  • Eva Barbosa Assistente Hospitalar de Cirurgia Geral Serviço de Cirurgia Geral Hospital Pedro Hispano

Resumo

A carcinomatose peritoneal é a doença peritoneal difusa mais comum, mas existe uma grande variedade de processos patológicos que a podem imitar. A peritonite granulomatosa, de causa infecciosa ou não-infecciosa, pode apresentar um aspecto macroscópico semelhante, pelo que o diagnóstico definitivo só pode ser estabelecido através do exame anatomopatológico. Os autores apresentam um caso clínico em que o estudo histológico constituiu igualmente um desafio diagnóstico.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.

Referências

1. Diop AD, Fontarensky M, Montoriol PF, Da Ines D. CT imaging of peritoneal carcinomatosis and its mimics. Diagnostic and interventional imaging. 2014;95(9):861-72.
2. Cintra FF, Martins RP, Moraes GR. Peritonite granulomatosa induzida por talco e fibras de celulose. Revista de Ciências Médicas. 1999 ; 8(1):23-27.
3. Manjunatha BS, Kumar GS, Raghunath V. Histochemical and polarization microscopic study of two cases of vegetable/pulse granuloma. Indian J Dent Res. 2008;19(1):74-7.
4. Cuomo MJ, Noel LB, White DB. Diagnosing Medical Parasites: A Public Health Officers Guide to Assisting Laboratory and Medical Officers. 2012. http://www.phsource.us/PH/PARA/Diagnosing Medical Parasites.pdf
5. Goh BK, Chow PK, Quah HM, Ong HS, Eu KW, Ooi LL, et al. Perforation of the gastrointestinal tract secondary to ingestion of foreign bodies. World journal of surgery. 2006;30(3):372-7.
Publicado
2016-09-30
Como Citar
RIBEIRO DA SILVA, Bruno André; SILVA, Artur; BARBOSA, Eva. Peritonite Granulomatosa Causada Por Fibras Vegetais Imitando Carcinomatose Peritoneal – Caso Clínico. Revista Portuguesa de Cirurgia, [S.l.], n. 38, p. 37 - 40, set. 2016. ISSN 2183-1165. Disponível em: <https://revista.spcir.com/index.php/spcir/article/view/404>. Acesso em: 11 nov. 2019.
Secção
Caso Clínico