PERFURAÇÃO DUODENAL PARA O RETROPERITONEU POR PRÓTESE BILIAR

  • Inês Alegre General Surgery Resident, Serviço de Cirurgia Geral I, Hospital São Francisco Xavier – Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, Lisbon, Portugal http://orcid.org/0000-0001-9136-8510
  • Jorge Rebanda General Surgery Attending Physician, Serviço de Cirurgia Geral I, Hospital São Francisco Xavier – Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, Lisbon, Portugal http://orcid.org/0000-0001-9160-5678
  • Carlos Resende Serviço de Cirurgia Geral I, General Surgery Attending Physician, Hospital São Francisco Xavier – Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, Lisbon, Portugal http://orcid.org/0000-0001-6781-6811
  • Carlos Neves Chief of General Surgery, Serviço de Cirurgia Geral I, Hospital São Francisco Xavier – Centro Hospitalar Lisboa Ocidental, Lisbon, Portugal http://orcid.org/0000-0001-8857-361X

Resumo

A migração de próteses biliares colocadas endoscopicamente é uma conhecida complicação associada à colangiopancreatografia retrógrada endoscópica. Embora rara, a perfuração duodenal por próteses biliares é uma complicação grave associada a elevada mortalidade. Esta pode ocorrer para o retroperitoneu, causando um biloma, ou intra-peritonealmente causando uma peritonite biliar. A perfuração duodenal para o retroperitoneum apresenta-se de forma inespecífica e requer um elevado índice de suspeição para o seu diagnóstico precoce, uma vez que o diagnóstico tardio agrava o prognóstico. Descrevemos um caso de mortalidade secundário a perfuração duodenal por uma prótese biliar colocada endoscopicamente, cuja forma de apresentação foi atípica.

Downloads

Dados de Download não estão ainda disponíveis.

Referências

1 Stapfer M, Selby RR, Stain SC, et al. Management of duodenal perforation after endoscopic retrograde cholangiopancreatography and sphincterotomy. Ann Surg. 2000;232(2):191-198. PMCID: PMC1421129

2 Vezakis A, Fragulidis G, Polydorou A. Endoscopic retrograde cholangiopancreatography-related perforations: Diagnosis and management. World J Gastrointest Endosc. 2015;7(14): 1135-1141. DOI: 10.4253/wjge.v7.i14.1135

3 Issa H, Nahawi M, Bseiso B, Al-Salem A. Migration of a biliary stent causing duodenal perforation and biliary peritonitis. World J Gastrointest Endosc. 2013;5(10):523-526. DOI: 10.4253/wjge.v5.i10.523

4 El Zein MH, Kumbhari V, Tieu A, et al. Duodenal perforation as a consequence of biliary stent migration can occur regardless of stent type or duration. Endoscopy. 2014;46:E281–E282. DOI: 10.1055/s-0034-1365790

5 Bui BT, Oliva VL, Ghattas G, et al. Percutaneous removal of a biliary stent after acute spontaneous duodenal perforation. Cardiovasc Intervent Radiol. 1995;18:200-202. PMID: 7648600

6 Miller G, Yim D, Macari M, et al. Retroperitoneal Perforation of the duodenum from biliary stent erosion. Cur Sur. 2005;62(5): 512-515. DOI: 10.1016/j.cursur.2005.03.011
Publicado
2021-08-09
Como Citar
ALEGRE, Inês et al. PERFURAÇÃO DUODENAL PARA O RETROPERITONEU POR PRÓTESE BILIAR. Revista Portuguesa de Cirurgia, [S.l.], n. 50, p. 75-78, aug. 2021. ISSN 2183-1165. Disponível em: <https://revista.spcir.com/index.php/spcir/article/view/729>. Acesso em: 30 nov. 2021. doi: https://doi.org/10.34635/rpc.729.
Secção
Caso Clínico